Testemunhe seu problema

27 02 2012

Nós estamos acostumados a somente falar das coisas boas que acontecem em nossas vidas, testemunhamos os milagres que Deus fez e as bênçãos que Ele nos provê, mas nos esquecemos de ser realistas. Somos iguais ao Facebook, onde todos são felizes, todos estão sorrindo, se divertindo e aproveitando a vida, mas sabemos que essa não é a realidade da vida das pessoas, pois todos temos problemas e passamos por aflições.

sofrimento choro lágrimas

Muitas igrejas caem nesse mesmo erro, só pregam a vitória, os milagres, as bênçãos, a prosperidade e as curas, mas se esquecem que Deus NUNCA nos prometeu uma vida sem dificuldades e aflições. Muitas igrejas “vendem” uma imagem errada sobre o que é ser cristão! Os seguidores de Jesus não tiveram vidas cheias de alegrias, muito pelo contrário, foram perseguidos, presos, decapitados e até mesmo crucificados igual a Jesus.

“Sofre pois comigo as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.”

2 Timóteo 2:3

Um grande exemplo é Jó, um homem que obedecia a Deus, mas suportou muitas aflições. Imaginei Jó como um pastor pregando em uma igreja atualmente, será que ele falaria somente de coisas boas, que Deus é bom e Ele suprirá todas suas necessidades e fará milagres em sua vida, ou Jó pregaria que nessa vida iremos passas por muitas aflições, mas Deus está conosco e que nada pode nos separar do Seu amor?

Quando eu saí de um relacionamento de anos e fiquei mal, algo que me motivou a buscar a Deus não foi um testemunho de vitória, mas um testemunho de traição! Um amigo me contou que um irmão na fé foi traído por sua esposa depois de 3 anos de casamento, e o negócio foi tão sério que a polícia teve que ir na casa desse homem tirar sua mulher da casa porque ela estava com o amante. O que me motivou obviamente não foi saber que mesmo você sendo cristão você pode ser traído, o que me motivou foi saber que mesmo depois da traição esse homem buscou a Deus em sua aflição.

Semana passada fui pegar meu carro e vi que tinham quebrado o retrovisor esquerdo, só que quando eu estacionei o carro eu tinha dobrado o retrovisor justamente para não acontecer isso, e o estranho é que o retrovisor continuava dobrado, só que quebrado. Fiquei pensando o porquê alguém fez isso, acho que até foi de propósito, aí o inimigo entra em nossa mente e quer nos fazer profanar a Deus, mas aí eu me lembrei do testemunho do Fernandinho em seu show, que ele estava voltando para sua casa e viu que ela estava inundada e ele perdeu muita coisa, aí eu pensei: “é só um retrovisor, poderia ter sido bem pior”.

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

João 16:33

O testemunho das nossas dificuldades, problemas e aflições edificam sim as pessoas! Precisamos ser realistas e sinceros, pois se testemunharmos somente nossas bênçãos não conseguiremos ser luz para os aflitos. Lógico que não devemos sair por aí falando dos problemas, seja sábio e peça que o Senhor te use como uma ferramenta para dar testemunhos e edificar as pessoas.





Aprenda a refletir!

16 02 2012

Nossa vida é muito corrida, não é? Nossa rotina não nos favorece a refletir e aproveitar os pequenos prazeres da vida, não temos tempo para pensarmos e meditarmos antes de tomarmos decisões. Como exemplo, vou citar como geralmente é minha rotina na semana:

Acordo às 6 da manhã, tomo café, leio a bíblia (quando acordo atrasado tento ler pelo meu celular, isso quando a internet pega né), oro, saio para ir trabalhar, pego meu carro e dirijo até a Penha, pego o metrô até a Sé (não quero ficar reclamando, mas em horário de pico é punk viu,  só 4 milhões de pessoas por dia!) e depois pego um ônibus até Moema. Trabalho até as 18 h., vou para a academia que fica perto do trampo, volto para casa (ônibus + metrô + carro), janto, tomo banho, vou dormir uma meia noite para acordar no dia seguinte as 6 h. Essa é minha correria do dia a dia.

Sei que tem gente que vive uma rotina mais corrida que a minha, mas de qualquer forma acho que todos nós sentimos falta de tempo, chega no fim do dia e não tivemos tempo para fazermos tudo o que queríamos. O problema da correria é que nada disso nos ajuda a termos um tempo de tranqüilidade, um tempo para buscarmos uma paz no espírito, um tempo para refletirmos e tentarmos ouvir a voz de Deus.

pensamento refletindo

Eu particularmente sou uma pessoa pensativa, gosto de refletir. Esse blog é escrito das minhas reflexões, dos meus pensamentos. Eu gosto de assistir a um filme e depois ficar parado, tentando absorver o que vi, leio um parágrafo ou uma página do livro e penso no que o autor quis dizer, gosto de ter um tempo a sós, eu e Deus, para refletir sobre minha vida. Mas infelizmente muitas vezes não arrumo um tempo para refletir no que tenho vivido, no que tenho aprendido.

Nesse momento estou lendo um livro que para mim tem sido incrível, “O Deus (in)visível” de Philip Yancey, e ele destaca a importância de termos um tempo no silêncio, pois o Senhor trabalha no vazio, no inaudível. Ele cita no livro: “O que esperamos de uma meditação? Esperamos nos levantar de nossa meditação em um estado diferente daquele no qual nos sentamos.”

“Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” Filipenses 4:8

Meu conselho é que você busque refletir no dia a dia, leia e depois pare para refletir na mensagem, assista a um bom filme ou ouça uma música e tente entender sua mensagem. Separe um tempo para refletir sobre sua vida, sobre Deus, sobre a vida de Jesus, vá a um bosque, a praia e reflita sobre a natureza, a grandiosidade de Deus, reflita sobre a vida e busque ouvir algo, gaste um tempo do seu dia com o “nada”. Quando você fizer isso não pense que você desperdiçou o seu precioso tempo, pois mesmo que aparentemente não tenha acontecido nada com certeza depois desse tempo a sós você sentirá mais paz no espírito.